Luís Filipe Borges | Sou Português... E Agora?

1-O que representa, no contexto da sua obra, o livro «Sou Português... e Agora?»?
R- Diria que um passo natural. Desde que comecei a trabalhar, como criativo no programa “Zapping” (na 2:, em 2000), que tenho como característica do meu percurso a reflexão e sátira sobre Portugal e suas “coisas”. Foi assim na crónica diária “Sit-Down Comedy” (A Capital), nas Manobras de Diversão (teatro, Produções Fictícias), na rubrica “O País Mais Divertido do Mundo” (RCP) ou, naturalmente, n’A Revolta dos Pastéis de Nata. De resto, estando na área do humor há já alguns anos, faltava estrear-me em livro. Assim foi.

2-Qual a ideia que esteve na origem do livro?
R- Julgo que a resposta ficou parcialmente dada na questão anterior. A ironia é que o convite e desafio para escrever um livro humorístico sobre Portugal e os portugueses partiu de um editor… espanhol.

3-Pensando no futuro: o que está a escrever neste momento?
R- Estou a trabalhar no guião de uma longa-metragem e a rever aquele que será o meu segundo livro de poesia.

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.