Cidade Inquieta


Cá estamos novamente rodeados de polícias bons, na grande salganhada que é Las Vegas, a cidade do pecado!
E crimes! Também temos crimes com fartura, aparentemente não relacionados, até que se começa a fazer luz, ao reconstruir a história antiga, de um outro assassinato, devidamente encapotado há 40 anos, a morte de uma bailarina exótica e caliente, chamada Amira Luz.
O assassino requintadamente premeditado e com treino no Afeganistão, supõe-se filho de Amira e vai de desatar a matar gente a torto e a direito, para vingar a morte da mãezinha.
Os polícias não apreciam tanta devoção filial, mas não é fácil deslindar o caso, porque esbarram com muita resistência por parte do poder, ou seja dos laços estreitos entre os senhores da política e os senhores do dinheiro, que não estão muito interessados em vê-los remexer em velhas questões podres do passado.
Livro bem escrito, políticamente correcto e com bom ritmo, provávelmente um dia destes vira série de televisão.
__________
Brian Freeman
Cidade Inquieta
Editorial Presença, 20€

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.