Notas de Andar e Ver




“Notas de Andar e Ver” é um conjunto de crónicas de viagem, muitas delas meditativas, da autoria do filósofo madrileno José Ortega y Gasset. O livro de imagens poderosas e de leitura empolgante e sugestiva lança o leitor para um conjunto de percepções próprias do olhar filosófico. Talvez, por isso, Ortega busque na obra sucessivas interrogações. “Quando nos pomos ao caminho e peregrinamos em busca da intimidade de um povo, apenas nos atrai a frívola perspectiva de usos e trajes pitorescos? Visitar um povo não é procurar o contacto espiritual com a mística comunhão dos seus grandes homens?”.
Esta colectânea de 18 textos é o resultado de viagens que o escritor fez, no início do século XX, pela Europa, Ásia e África. Fala de gentes e locais, compara países e sítios e recorda alguns marcos históricos patentes ainda na memória das gentes. Espanha, Alemanha, Holanda, França, Inglaterra, China e Egipto foram passadas a pente fino pelo olhar e atenção do escritor que também foi jornalista.
Os textos que inicialmente encheram páginas de jornais e de revistas foram, mais tarde, agrupados neste “Notas de Andar e Ver”. Notamos, claramente, ao longo da leitura da obra, vincadas influências do idealismo, corrente filosófica que defende que o ideal é a mistura das diferenças.
Agora afastados no tempo (e também no espaço), podemos dizer que a ficção presente na sua prosa é alegre mas, por vezes, exageradamente céptica, própria de um activista político odiado pelas ditaduras.
__________
José Ortega y Gasset
Notas de Andar e Ver
Fim de Século, 20 €

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.