A Guerra do Ópio – O Império das Lágrimas



Um livro verdadeiramente guloso, daqueles que quanto mais se lê mais enredado se fica na história, a curiosidade sempre a crescer e quando acaba, ficamos com água na boca, porque o desenlace virá num próximo volume, por publicar ainda e que se chamará “O Saque do Palácio de Verão”. Grrrrrrr!
Pois... porque tomara ter já esse segundo volume nas mãos, para o ler com a mesma frenética gula do primeiro.
José Frèches escreve maravilhosamente bem, com um requinte e um pormenor extraordinários.
Este senhor, que foi conservador do Museu Guimet (ou Museu Nacional de Arte Asiática, um museu de Paris dedicado à preservação, estudo e divulgação da arte, arqueologia e etnografia do Oriente), sabe de História e sabe contar histórias.
Leva-nos da conservadora Inglaterra da Rainha Victória até à exótica China da segunda metade do século XIX, dois impérios em vias de desabar.
Eis-nos directamente nos meandros sinuosos da Guerra do Ópio!
José Frèches dá-nos pormenores de tudo, desde as cascatas de sedas nos palácios, aos pântanos de estrume onde as crianças nuas brincam.
Também temos personagens para todos os gostos, desde aprumados senhores ingleses que vendem ópio, eunucos manientos e terrivelmente poderosos, um príncipe chinês, uma contorcionista belíssima, mandarins corruptos, inglesas iluminadas, um francês aventureiro e charmoso, um jesuíta português, até ao filho secreto do Imperador Daoguang, sem esquecer a formidável massa de gente que fervilha por todas as ruas.
Um livro que é um deleite, onde as personagens e as histórias se fundem e onde simultâneamente se aprendem mil coisas.
Venha o próximo!
__________
José Frèches
A Guerra do Ópio – O Império das Lágrimas
Bertrand Editora, 20.95 €

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.