A máscara saqueada

Harold Robbins dispensa apresentações. O autor do “best seller” “O Calor da Paixão” e de mais uma vintena de livros que venderam milhões de exemplares tinha um estilo muito próprio de criar uma mistura explosiva de acção e romance.
Por isso, “Os Saqueadores”, recentemente publicado pela Europa-América, é (quase) um teste aos seus fãs: reconhecem o “dedo” do autor?
O livro, assinado por Robbins e Junius Podrug, é apresentado como o resultado do trabalho de um escritor (Junius Podrug) «cuidadosamente escolhido» pelo executor do testamento e pelo editor para «organizar e completar as ideias de Harold Robbins de maneira a criar, de forma fiel ao estilo de Robbins, este romance», cuja ideia o autor deixou ao falecer, em 1997.
Se é ou não fiel ao estilo de Robbins, o melhor é deixar ao critério de cada leitor. Mas a verdade é que “Os Saqueadores” proporciona uma leitura entusiasmante ao longo de mais de três centenas de páginas.
Movendo-se no elitista mundo da arte, o romance segue a história da curadora Madison Dupre desde que compra como peça principal da colecção do seu museu uma máscara fúnebre… que por acaso tinha sido roubada pelas tropas americanas durante a guerra do Iraque.
Muita ganância e não menos ambição levam a curadora a uma quase volta ao mundo para repor a sua vida nos cânones de onde não deveria ter saído. Mas para consegui-lo terá de enfrentar ladrões de arte cujos métodos mais parecem de terroristas e um não menos obstinado guardião da máscara – que, segundo a lenda, está amaldiçoada.
Um livro que se lê de um fôlego e proporciona, sem dúvida, umas horas de verdadeiro prazer.
__________
Harold Robbins e Junius Podrug
Os Saqueadores
Publicações Europa-América, 23,50€

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.