Gonçalo M. Tavares: Prémio Melhor Livro Estrangeiro (França, 2010)

Gonçalo M. Tavares, com o seu romance Aprender a Rezar na Era da Técnica venceu em França o Prémio do Melhor Livro Estrangeiro 2010. 
 Esta obra já havia sido, no início deste mês, um dos cinco finalistas dos Prémios Féminin e Médicis.
O romance agora eleito como o melhor livro estrangeiro publicado em França em 2010 (na tradução de Dominique Nédellec «Apprendre à prier à l’ère de la technique») foi publicado em Portugal em 2007.
O Prix du Meilleur Livre Étranger, composto por um júri de grande reputação, tem sido muitas vezes uma antecâmara do Nobel.
Os nomes dos vencedores deste prémio ao longo da história são impressionantes. Na lista de vencedores estão inúmeros escritores e livros que marcaram a história da literatura. Robert Musil com o mítico O Homem sem Qualidades (1958), Gabriel García Márques com Cem Anos de Solidão, Elias Canetti com Auto-da-fé, e ainda Kawabata, Soljenitsyne, John Updike, Adolfo Bioy Casares, Mario Vargas Llosa, Isaac Bashevis Singer, Heinrich Böll, Lawrence Durrell, Günter Grass, Salman Rushdie, Ernesto Sabato, Pamuk, António Lobo Antunes (o único português), Philip Roth, Pamuk e muitos outros grandes nomes da literatura estão na lista dos premiados em edições anteriores.

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.