Renascer em Southport

Nicholas Sparks fê-lo outra vez! Pegou num tema que nos é conhecido mas não agradável – e por isso pouco falado, apesar da importância que tem.
Em “Um refúgio para vida” seguimos o quotidiano de Katie em Southport. Aos poucos ficamos a conhecê-la e percebermos o motivo por que é tão fechada e ninguém sabe nada sobre ela.
Apesar de este livro continuar dentro do estilo pelo qual Sparks é conhecido e de a história principal ser o romance entre as duas personagens principais, isso não é o que mais “agarra” o leitor e o leva a “devorar” as páginas até ao final.
O que realmente interessa, fascina e impressiona é a história da sobrevivência de Katie/Erin aos maus tratos/violência doméstica a que estava sujeita enquanto vivia com o marido.
O que realmente prende o leitor ao livro num misto de horror e surpresa é a visão de cada acontecimento por ambos os lados: os fracos motivos dele e a grande força dela; a angústia dela para conseguir fugir sem deixar rasto e o desespero em que passou grande parte do tempo, com medo que ele a encontrasse; e a angústia dele por ela lhe ter fugido e os consequentes desejos de vingança.
Os detalhes e o planeamento que foram necessários para que Katie conseguisse fugir, o esperar pelo momento certo, o dinheiro que foi juntando e a perspicácia que teve para que o marido não desse por nada levam-nos a acompanhá-la como se tratasse da nossa própria história, vivendo cada momento com expectativa e sobressalto.
Entre as mais-valias da escrita de Sparks estão as descrições pormenorizadas, sobretudo de lugares. E neste livro o autor sobreleva essa característica, especialmente em situações como o dia passado na praia, a comida, as conversas e as brincadeiras. Também a cena da feira está muito bem construída, com a expectativa criada de qual dos dois dará primeiro pela presença do outro. E ainda temos direito a amigos imaginários e a verdadeiras cenas tiradas de um filme de acção.
“Um refúgio para a vida” é um livro que se lê com interesse e que se recomenda.
Nicholas Sparks escreveu 15 livros, todos bestsellers internacionais, que se encontram traduzidos em mais de 40 línguas. Destes, seis já deram origem a grandes filmes de Hollywood, entre os quais se destacam: “As palavras que nunca te direi” e “O diário da nossa paixão”.
________________________________
Nicholas Sparks
Um refúgio para a vida
Editorial Presença, 16,65€

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.