Pedro Vieira | Última Paragem: Massamá


1- O que representa, no contexto da sua obra, o livro «Última Paragem: Massamá»?
R- Digamos que representa ao mesmo tempo um papel nuclear, até porque se trata do único que publiquei até agora. Por todas as razões e mais alguma tem um estatuto central.

2- Qual a ideia que esteve na origem do livro?
R- No princípio era o verbo e a intenção de encaixar a Roma imperial num contexto contemporâneo. Daí aos subúrbios de Lisboa com vista para um triângulo amoroso foi um passo, o que é mais ou menos evidente. Talvez menos, concedo.

3- Pensando no futuro: o que está a escrever neste momento?
R- Neste momento estou a escrever a resposta a este micro-questionário. No que toca à ficção não tenho planos imediatos, a realidade tem-se revelado mais rica e tem-me atropelado repetidamente nos últimos tempos. Vou tendo literatura que baste.
__________
Pedro Vieira
Última Paragem: Massamá
Quetzal, 14,95€

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.