A segunda oportunidade

Apesar de a notícia ser composta de poucas palavras: “o teu pai teve um AVC”, a vida de Paul nunca mais será a mesma. Quem poderia imaginar que uma ruptura na rotina, pode causar tantos prejuízos na vida emocional de uma pessoa?
Não teria sido o suficiente ter-se divorciado? Ou estar a viver outro amor, mas com uma insegurança diária por nunca saber até que ponto é amado ou irá ser escolhido por Tamsen, a nova namorada, em quem deposita todo o seu amor e confiança?
Como se não lhe bastasse tudo isso, via-se agora confrontado com os “pesadelos” do passado devido à disputa constante do “poder” com o seu irmão Carl. Quem era o melhor? Quem era o mais bem sucedido? Quem ganhava mais dinheiro? Quem tinha uma família e filhos? Sem o desejar, sem pensar conscientemente nisso, Paul vivia apoderado de medos, de inseguranças e sofrimentos, causados por rivalidades que o perseguiam há vários anos.
Perante a imagem do pai no hospital ligado a máquinas, Paul vai a descobrir a fragilidade da sua própria vida. Mas o que parecia ser apenas uma tempestade no seu oceano, irá transformar-se num furacão ao receber a notícia que a sua namorada vai casar com outro homem. Além disso, fica a saber também que para o bem da sua cadela Stella, Paul terá de mandar abatê-la. Nesse rodopio de acontecimentos, Paul vai descobrir que tem de mudar, que nada tem valor na vida e que a única alegria que ainda lhe restava, era quando ia beber uns copos com os “pressupostos amigos”. Nessas sucessivas perdas, descobre que necessita ter uma vida mais saudável, mas que acima de tudo precisa de deixar de beber, porque na verdade ele tinha-se tornado “alcoólico”. Stella, sendo apenas uma cadela, tornou-se na sua confidente e melhor amiga e com a partida dela, o vazio, a tristeza e a dor vão levá-lo a ver a vida de uma forma diferente.
Paul vai não só conseguir resgatar a sua vida dos vícios, como surpreendentemente vai descobrir que tudo pode ser diferente, tudo pode mudar. Basta que para isso haja no interior a vontade de dizer “sim” à vida.
____________
Pete Nelson
Pensei que tinhas morrido
Editora Contraponto, 15,50€

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.