João Luís Barreto Guimarães | Poesia Reunida


1 - O que representa, no contexto da sua obra, o livro «Poesia Reunida»?
"Poesia Reunida" aproxima numa só obra todos os livros de poemas que publiquei até à data: Há Violinos na Tribo (1989), Rua Trinta e Um de Fevereiro (1991), Este Lado para Cima (1994), Lugares Comuns (2000), Rés-do-Chão (2003), Luz Última (2006) e A Parte pelo Todo (2009).

2 - Qual a ideia que esteve na origem do livro?
Os sete livros que referi foram publicados em 5 editoras diferentes (Limiar, Mariposa Azul, Gótica, Cotovia e Quasi) e numa edição de autor. Alguns esgotaram, outros foram retirados de mercado fruto do encerramento das editoras que os publicaram. Esta reedição pela Quetzal, além de possibilitar uma visão de conjunto de um percurso poético que, não por acaso, contrói uma identidade literária onde espaço e tempo são características marcantes, proporciona de novo acesso à totalidade dos poemas que se encontravam indisponíveis.

3 - Pensando no futuro: o que está a escrever neste momento?
R- Um novo livro de poemas. Na verdade, esse novo livro encontra-se na fase de revisão, um processo que em mim é sempre muito minucioso e demorado. Mas conto publicá-lo em 2012 na Quetzal.
__________
João Luís Barreto Guimarães
Poesia Reunida
Quetzal, 16,50€

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.