Sónia Cravo | Na Senda da Memória

1- O que representa, no contexto da sua obra, o livro Na Senda da Memória?
R- Na Senda da Memória... é o meu romance de apresentação. Há outro num ficheiro de word, quiçá um pouco autobiográfico (como dizem que são os primeiros romances), mas escolhi “Na Senda” para apresentar à editora (Esfera do Caos) e, por conseguinte, aos leitores. Fi-lo por uma razão muito simples: no meu entender, um escritor não se deve mostrar ao público sem estar certo da qualidade da obra, de contrário, está a defraudar deliberadamente aqueles a quem deve o maior respeito, os seus leitores. Gostem ou não (que não podemos agradar a todos, sobretudo quanto estamos a fazer algo diferente), eu acredito neste livro e, por isso mesmo, estou tranquila. Clarifiquei, logo na badana da capa, que a minha literatura não pretende estar na moda. Acho até que há nestas páginas uma constante transgressão estética em relação àquilo que vai sendo a actual tendência para “fazer simples”. Eu escrevi como sei e gosto, sem preocupações comerciais e sem a mais pequena admiração pelas modas. Goste ou não, tenho o maior respeito por tudo aquilo que é original. Todavia, enfastiam-me os plágios, os mais e os menos evidentes. No meu entender, sucumbir às tendências é precisamente um dos sintomas da incapacidade de criar algo novo. 

2- Qual a ideia que esteve na origem do livro?
R- Este livro é sobretudo um romance psicológico, o enredo serve-lhe de pretexto. O tal enredo ou esqueleto, com “nuances” de policial, surgiu facilmente e desdobrou-se, ao longo da história, como o manejar das personagens. Mas a questão nuclear deste livro passa pela reflexão da condição humana. A estória centra-se em Mateus, um mentiroso sem respeito pelas mulheres, que ver-se-á obrigado a uma vertiginosa fuga. Dessa travessia, do processo de autodescoberta a que se vê obrigado e do cruzamento com outras personagens (também elas com as suas cicatrizes) reflectimos sobre a zona de fronteira entre o bem e mal, entre a essência e a aparência. Não terá Mateus, apesar de todos os defeitos, uma boa essência? A mais importante mensagem que, neste livro, quis transmitir aos leitores foi esta: o arrependimento e a mudança pressupõem, sempre, que a essência, por diferente dos actos, os desaprove. “Está no sangue!!!”

3-Pensando no futuro: o que está a escrever neste momento?
R- Um novo romance. Percebi que este género literário permite-me inventar personagens e prolongar isso no tempo até conhecê-las, quais pessoas que nos despertam sentimentos variados.
__________
Sónia Cravo
Na Senda da Memória
Esfera do Caos, 14,90€

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.