Ricardo Tomaz Alves | A Devota


1- O que representa, no contexto da sua obra, o livro "A Devota"?
R-  Foi o terceiro livro que escrevi e o primeiro a ser publicado. Não é melhor nem pior que os outros, apenas diferente e o escolhido para dar a conhecer a minha escrita aos leitores. Digamos que representa o ponto de arranque, o início de uma carreira que espero que seja longa, produtiva e inspiradora.

2- Qual a ideia que esteve na origem deste livro?
R-  Sendo Portugal um país maioritariamente católico, não tendo a minha família fugido à regra, sempre ouvi, desde pequeno, que Deus vê e ouve tudo e que está sempre connosco, o que me levou a perguntar-me se estará presente nos nossos momentos mais íntimos e a que ponto será essa omnipotência e presença invasão e violação de privacidade, surgindo então a ideia de escrever uma história que abordasse este tema dramática e comicamente. “A Devota” conta uma história passada nos subúrbios e vila de Sintra, em locais secretos que desafiam a imaginação e que retratam a luta interior de uma jovem que terá de ultrapassar as difíceis fases da infância e adolescência enquanto enfrenta a luta interior de acreditar ou não no que lhe é dito e ensinado, enfrentando vários desafios à sua fé e psique.

3- Pensando no futuro: o que está a escrever neste momento?
R- Estou neste momento a escrever um novo romance intitulado “Intangível”. Retrata a vida de um jovem desempregado atormentado pelo futuro que para além de comparecer às mais estranhas e mirabolantes entrevistas de trabalho experiencia novas sensações e conhece novas pessoas, entre elas duas mulheres que vão dividir e confundir-lhe o coração.
__________
Ricardo Tomaz Alves
A Devota
Alfarroba Comunicação

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.