A esperança é possível


John Green regressa às livrarias portuguesas com o seu novo romance “A culpa é das estrelas”, depois do recomendadíssimo “À procura de Alaska”.
Green é um autor com créditos firmados. Além de algumas das suas obras terem sido bestsellers do “The New York Times”, recebeu o Michael L. Printz Award e o Edgar Awar, e foi duas vezes finalista do L.A. Times Book Prize. Os seus livros foram já traduzidos em mais de vinte línguas.
Em “A culpa é das estrelas” seguimos a história Hazel Grace, uma rapariga de 16 anos que desde os 13 tem cancro da tiroide, fase IV. Preparada para morrer antes dos 14, Hazel vê um milagre da Medicina acontecer quando o tumor dos seus pulmões começa a diminuir.
Dois anos depois do milagre que lhe salvou a vida, a Hazel de 16 anos continua sem ter uma vida normal porque o tumor deixou-a presa a um tanque de oxigénio e ao medo constante de poder piorar. A mãe de Hazel consegue convencê-la a ir a um grupo de apoio para crianças com cancro, e é a partir daí que a sua vida muda radicalmente. É no grupo de apoio que conhece Augustus Waters, um rapaz bonito, em remissão, e que estranhamente está interessado nela.
A relação de Hazel e Augustus vem pôr as suas vidas em perspectiva: o quão relativa é a vida, o amor, a saúde e a doença. A história de amor é bonita de acompanhar mas não é só disso que vive o livro: o que o torna verdadeiramente interessante é a forma como é escrito, o jogo magistral de sentimentos, o misto de humor e melancolia – a maneira como tão depressa estamos a rir ou a chorar; como nos identificamos com os dilemas das personagens e conseguimos entender as suas acções mesmo quando não concordamos com elas. E querermos desesperadamente um final feliz, mesmo sabendo que tal não é possível. “A culpa é das estrelas” vale, também, a esperança que nos transmite.
Este é um daqueles livros que nos faz apaixonar para depois nos partir o coração em pedacinhos… e gentilmente voltar a juntá-los.
A “Times Magazine” descreve este livro como estando “muito perto da genialidade, simplesmente devastador…” é isso mesmo que encontramos em "A culpa é das estrelas".
_________________
John Green
A culpa é das estrelas
Asa, 15,90€

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.