Rivalidades


No tempo em que o rei da Escócia torna-se rei de Inglaterra e passa a denominar-se James I, é entregue ao clã Campbell a responsabilidade de manter a paz e a justiça segundo as leis do reino. A tarefa não é fácil já que prevalece as quezílias e lutas entre os diversos clãs e mesmo os desejos de vingança não são indiferentes aos que têm o poder. Isto é tanto mais problemático nas terras altas. Jamie Campbell é o mais temido e principal responsável pela implantação da paz e das leis, para ele a lei é igual a justiça e nada se entrepõem nessa aplicação literal. Em contra partida Caitrina Lamont é filha de um clã rival e respeitador do código dos highlanders. Ela perdeu a mãe muito nova, uma Campbell que decidiu fugir com o pai de Caitrina e que lhe valeu a rejeição do seu clã. A rapiga é protegida pelo pai e pelos dois irmãos mais velhos enquanto, ela acarinha e protege o mais novo. Estando em idade de casar, a casa Lamont organiza jogos para que se apresentem os pretendentes á mão de Caitrina. Jamie apresenta-se para os jogos como possível pretendente, mas somente no intuito de verificar se realmente os Lamont estão dar abrigo, nas suas terras, a um clã que é procura por crimes. Se as suas suspeitas se confirmarem, os Lamont ficam automaticamente considerados como criminosos e por conseguinte terão de responder perante a lei. O que ele não estava á espera é que Caitrina lhe dê-se volta a cabeça, nem ela poderia imaginar que poderia se apaixonar por um Campbell, apesar do ódio que tem a esse clã. Tendo em conta as circunstancias, até o pai de Caitrina lhe pede para considerar essa possibilidade. O infortúnio faz com que Jamie passe a ser a única esperança para Caitrina e para o seu clã. Mas não é fácil confiar em alguém que pertence a uma família que é responsável por tanta desgraça. Ele, por seu lado, começa a entender que a lei nem sempre corresponde a justiça tudo por causa de Caitrina.
________________
Monica McCarty
O guerreiro highlander
Planeta, 18,85€

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.