Djalmira de Sá Almeida | História de Parnamirim: PE


1-De  que trata este seu livro "História de Parnamirim: PE"?
R- O livro "História de Parnamirim -PE" trata da trajetória da colonização portuguesa no Brasil no século XVII, especialmente  no Vale do Rio São Francisco, desde a chegada das 50 primeiras famílias que vieram  com o primeiro Governador Geral Tomé de Sousa para a  Capitania da Bahia ( Salvador) , primeira sede do império português na Colônia. Tais famílias se espalharam pelas capitanias vizinhas tais como: Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, etc., criando vilas  e cidades, construindo capelas, ajudando os missionários, buscando cumprir um juramento à igreja católica e à coroa, que era difundir a religião e realizar o ofício determinado no Brasão (profissão, cultura, cultivo da terra, criação de gado, produção, etc.). A atual cidade de Parnamirim, no estado de Pernambuco, era uma Vila  entre a região cearense e pernambucana que  pertencia a um  português, Leonel Pereira Rêgo de Alencar, que deixou como herança para uma índia e seus filhos (Brígida de Alencar), proprietária de grande extensão de terras, no Período Colonial que passou a Cidade no Período Monárquico, cujo nome inicial era Dona Leopoldina, em homenagem à esposa do Imperador Dom Pedro I. Com a república ocorreram muitos conflitos entre as famílias de nativos e as de origem lusitana, principalmente as que detinham postos ou cargos; entre as causas dos conflitos estão as mudanças de nomes das cidades e de rios, antes portugueses, passaram a ser nomes indígenas, também sobrenomes das pessoas e cargos tornaram-se opções de quem tinha mais posses. Até hoje ainda há marcas que influem na economia e na política brasileira, a hereditariedade das capitanias ainda tendem a funcionar nas funções públicas.

2- De forma resumida, qual a principal ideia que espera conseguir transmitir aos seus leitores?
Espero transmitir a ideia de louvor e tributo a Portugal, considerando que a América do Sul deve respeito e honra a essa nação pelo feito dos portugueses no Brasil: criaram o país, deram  sua linguagem,  aplicaram sua religião, artes e seus costumes, forneceram e ensinaram como gostar de sua literatura e de sua história, as quais, até hoje, estão no sentimento da família brasileira aprendido com os portugueses. Além da criação do Brasil e  colonização, os portugueses criaram e executaram o maior Plano Estratégico de Administração em alto mar, com  organização, controle e uma avaliação tão extraordinária que nenhuma outra coroa conseguiu até os dias atuais.

3-Pensando no futuro: o que está a escrever neste momento?
R- Publiquei recentemente  uma síntese da minha tese de doutoramento em Letras (“A  Produção Textual no Ensino Superior:  uma proposta interdisciplinar para o 1º ano da  Graduação”). Estou a publicar a “História de Itaituba-Pará”, que já está na editora CRV , tratando da geopolítica entre espanhóis e portugueses para colonizar a Amazônia e o papel da igreja na proteção dos índios contra as ações das duas frentes de colonizadores nos rios afluentes do Amazonas (Tapajós, Xingu, etc.). Estou agora a escrever um livro de crônicas tratando de ética na política e outro de poesias com temas relativos a valores universais (lealdade, honestidade, justiça, etc.).
__________
Djalmira de Sá Almeida
História de Parnamirim: PE
Editora CRV, 49,90 R$

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.