Uma viagem de auto-descoberta


“A estranha viagem do Senhor Daldry” é o mais recente romance de Marc Levy, o autor francês mais lido em todo o mundo, contando já com cerca de 26 milhões de livros vendidos em mais 45 idiomas.
Marc Levy tem um percurso não literário muito interessante, que poderá ter contribuído para a prodigiosa imaginação que caracteriza os seus livros. Aos 18 anos juntou-se à Cruz Vermelha Francesa, tendo colaborado com a organização humanitária durante seis anos. Ao mesmo tempo, formou-se em Gestão e Informática e fundou uma empresa especializada em design e informática, com projectos em França e nos Estados Unidos. Mais tarde dedicou-se ao design de interiores, tendo criado outra firma.
Só aos 37 anos é que Marc Levy escreveu o seu primeiro romance, que se tornou um best-seller, seguido por tantos outros. O sucesso levou-o a optar por se dedicar inteiramente à escrita. Dois dos seus romances já tiveram direito a adaptação cinematográfica.
Em “A estranha viagem do Senhor Daldry” o leitor é convidado a seguir a viajem de autodescoberta de Alice, uma criadora de perfumes londrina, que não acredita no destino mas apenas na simplicidade das coincidências e nos acasos da vida.
É exactamente com um desses acasos que Alice vê a sua vida mudar, quando durante a um passeio a uma feira em Brighton é desafiada pelos seus amigos a consultar uma vidente. A vidente informa-a que o homem que mais contará na sua vida acabou de passar por ela e que antes de voltar a encontra-lo terá de passar por seis pessoas. Mais misteriosa, a revelação da vidente de que Alice irá viver uma aventura em busca de um passado misterioso.
Apesar de não acreditar nas palavras da vidente, Alice também não consegue esquecê-las, começando assim as suas noites cheias de pesadelos num sítio que não conhece mas que ao mesmo tempo lhe parece familiar.
Com o empurrão do seu excêntrico vizinho, o senhor Daldry, Alice começa a levar a sério as palavras da vidente e inicia a sua busca pelas seis pessoas que hão-de conduzi-la ao seu destino… e ao seu passado.
É assim que Alice e Daldry partem para a Istambul, onde com a ajuda do magnífico guia Can procuram a verdade sobre o passado de Alice. As conclusões a que chegam são, no mínimo, interessantes.
Em “A estranha viagem do Senhor Daldry”, Levy desenvolve personagens com quem o leitor cria uma imediata empatia, uma história de que quer conhecer o final, e criar o desejo de visitarmos a esplêndida cidade de Istambul. É impossível resistir às descrições que feitas, é possível quase cheirar o que é descrito.
O “Le Figaro” descreve o livro como sendo “simples, comovente e profundo, este é um dos melhores livros de Marc Levy.” Vale a pena ler.
____________________
Marc Levy
A estranha viagem do Senhor Daldry
Contraponto, 16,60€

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.