João Carlos Alvim | Guia Prático do Corrupto


1- De que trata este seu livro "Guia Prático do Corrupto"?
R- De uma realidade com a qual toda a gente se confronta no dia-a-dia. Há por um lado os casos célebres, que todos conhecem. E por outro este clima de pequenas trocas de favores que todos praticam e a todos atingem. As modernas sociedades democráticas, e as sociedades de pequeno capitalismo pacóvio, sempre à míngua de meios, sempre a procurar «safar-se» graças a pequenos truques, a pequenas formas de «desenrasca», são sociedades corruptas. E todos nós somos simultaneamente vítimas e culpados disso.

2- De forma resumida, qual a principal ideia que espera conseguir transmitir aos seus leitores?
R- Gostaria que os leitores tomassem consciência de que a corrupção, mais do que um problema de justiça, é - na sequência do que disse atrás - um modelo civilizacional. O que é preciso deitar fora é todo o nosso modo de vida.

3-O seu livro termina assim: "O corrupto é, em suma, o deus oculto a que prestamos vassalagem e que nos escraviza e devora a todos. Deste pesadelo não haverá termo nem despertar". Justifica-se este pessimismo?
R. O mundo em que vivemos justifica, a meu ver, todos os pessimismos.
__________
João Carlos Alvim
Guia Prático do Corrupto
Editorial Estampa, 5,65€

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.