O valor da amizade


A publicação de um novo livro de Luis Sepúlveda é sempre um sobressalto para os seus muitos e indefectíveis leitores. Seja ficção ou crónica, pequenas histórias ou um romance de maior fôlego, apenas uma certeza: o estilo de escrita límpida e eloquente, a sensibilidade, o (re)encontro com valores infelizmente cada vez menos cultivados. Como a amizade, a união, a solidariedade.
E tudo isso os leitores reencontram no recém-editado História de um gato e de um rato que se tornaram amigos, com excelentes e divertidas ilustrações de Paulo Galindro.
Trata-se do segundo livro de Sepúlveda dedicado aos leitores mais novos – depois de A História de Uma Gaivota e do Gato que a Ensinou a Voar – e narra a amizade entre um gato velho e cego e um minúsculo e fraco rato. 
Com esta fábula, simples e divertida, o escritor prova aos mais pequenos (e aos maiores) que continua a ser possível unir esforços para ultrapassar as debilidades individuais e alcançar algo. A amizade exige confiança, a confiança que permite superar diferenças e construir alianças, fazendo das fraquezas força – o gato Mix confia no rato Mex para guiá-lo através dos telhados e descrever-lhe o que já não pode ver, apenas sentir e recordar.
E há ainda Max, o dono do gato. O rapaz cresce, vai para a universidade, aluga um apartamento. O gato acompanha-o sempre. Luis Sepúlveda baseou-se num episódio verídico da sua vida, que envolve o seu filho Max e o gato Mix, que o miúdo adotou na Sociedade Protetora de Animais de Munique. Cresceram juntos, como nesta história. 
_________________________
Luis Sepúlveda
História de um gato e de um rato que se tornaram amigos
Porto Editora, 13,30€

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.