O amor é complicado


As relações amorosas raramente são uma linha recta. São conhecidas muitas das partidas que os corações têm pregado, quer ao mais comum dos mortais quer a celebridades de todos os tempos, de reis a artistas ou políticos. Há-as de todos os géneros: amores não correspondidos, afectos que terminam provocando dor e desejo de vingança, paixões assoladoras pela pessoa errada. Quem pode esquecer a tão portuguesa tragédia de Pedro e Inês?
Tudo (ou quase) tem mudado nas sociedades. Controlou-se a Natureza, descobriu-se a cura para doenças outrora mortais, produziu-se toda a espécie de equipamentos; modificaram-se hábitos e costumes, políticas, normas sociais. Indomável, porém, continua o coração dos homens.
Vem isto a propósito de “A Valsa Esquecida”, de Anne Enright, obra vencedora do Booker Prize e finalista do Orange Prize. 
A escritora irlandesa penetra com mestria no insondável mundo interior dos sentimentos que trocam as voltas a homens e mulheres e levam casais à separação.
Ao longo de quase uma vintena de capítulos – cada um tem o nome de uma canção pop – o leitor é levado a acompanhar as recordações de Gina, uma jovem mulher que se apaixona por Seán, uma homem casado e pai de uma filha. 
Gina vive uma relação relativamente estável com o marido, embora comecem já a revelar-se indícios de afastamento entre ambos. Um dia, numa festa em casa da irmã, conhece Seán e a sua família: a mulher magra e ainda bonita, e a filha, uma criança distante que é o centro das atenções dos pais. 
E naqueles irónicos acasos da vida, Seán vai assessorar a empresa onde Gina trabalha, reacendendo o interesse da jovem mulher pelo enigmático e autoconfiante homem de meia-idade. 
“A Valsa Esquecida” é, pois, a história de um romance por vezes tórrido outras vezes banal, uma relação volátil que exige escolhas, provoca confrontos (sobretudo interiores) e expõe os seus protagonistas ao quotidiano familiar e às normas sociais. 
Não se espere um drama perene de gritos, choros e conflitos ao estilo latino. Aqui tudo é contenção: nos sentimentos, na expressão das emoções, nas relações entre os membros do triângulo amoroso. São duas centenas e meia de páginas de puro deleite, onde a tensão está latente mas não explode. 
__________
Anne Enright
A Valsa Esquecida 
Bertrand Editora, 15,50€

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.