Descida ao inferno


Quando um livro  light, cujo principal objetivo é divertir, vai mais além e desperta no leitor a curiosidade de saber mais, procurar informação sobre as referências encontradas e, sobretudo, ler as obras citadas, sem dúvida cumpriu uma missão. E nesse âmbito, honra seja feita a Dan Brown, que com os seus livros tem contribuído para que jovens (e menos jovens) se interessem por monumentos, pinturas e livros, 
quanto mais não seja dando uma espreitadela na internet.
Isso mesmo acontece em “Inferno”, cujas abundantes referências ao clássico “A Divina Comédia”, do poeta florentino Dante Alighieri, e à obra de Sandro Botticelli baseada no livro, são um bom motivo de inspiração para voos mais altos.
Aproveitando o sucesso do novo livro de Don Brown, a Publicações Europa-América reeditou “O Inferno”, a primeira das três partes distintas que compõem “A Divina Comédia”. 
Considerada a obra-prima de Dante e da literatura mundial, “A Divina Comédia” (que o autor intitulou apenas “Comédia” por acabar bem, em oposição à Tragédia) está imbuída da vida do poeta, das suas ideias políticas e religiosas, dos seus sonhos e aspirações. Presença constante é Beatriz, sua paixão desde os nove anos, mas com quem não casou, que Dante eleva ao Céu depois de morta, onde serve de ligação entre o Homem e Deus. As três personagens principais são precisamente Dante, que simboliza o Homem; Beatriz, a fé; e Virgílio (autor da Eneida), a razão.
Com um total de 14 233 versos divididos em 100 cantos – “O Inferno” é constituído por 34 as outras partes têm 33 cada uma – a obra está carregada de simbologia. É a viagem alegórica de Dante pelo três reinos, conduzido por Virgílio, e por isso “O Inferno” inicia-se com a frase “A meio caminho da nossa vida achei-me numa selva tenebrosa, pois perdera o rumo”. É a descida ao inferno, passando pelo purgatório (segunda parte) e ascendendo ao paraíso (última parte da obra).
Na primeira parte, “O Inferno”, Dante entra no inferno, um abismo cósmico dividido em nove círculos – a estrutura da obra completa assenta no número três (a Santíssima Trindade) e nos seus múltiplos – que conduzem ao centro da Terra, onde vive Lúcifer. 
Despois de ultrapassar o átrio e o limbo, Dante começa então a viagem pelos nove círculos, cada um dedicado a um pecado e onde os pecadores sofrem castigos. São eles a luxúria; gula; avareza; raiva e soberba; heresia, violência e esbanjamento; usura; traição.
A edição de “Inferno” da Europa-América é cuidada e tem a mais-valia de ser anotada, o que facilita a leitura, sobretudo para quem não já familiarizado com a obra.
Em tempos de literatura  light, (re)visitar os clássicos é sempre um prazer. E por que não Dante? Vale a pena!
_________________
Dante Alighieri
O Inferno 
Publicações Europa-América, 16,91€

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.