Salvar vidas ou ganhar com a morte


Robin Cook continua imparável e não deixa os seus créditos por mãos alheias. A sua mais recente obra publicada em Portugal, “Transplante”, está aí para prová-lo. Não é por acaso que o autor norte-americano é considerado o fundador do género literário “thriller médico” e o seu melhor autor.
Aos conhecimentos da sua formação académica (é médico oftalmologista, doutorado em Harvard), Cook junta um verdadeiro domínio da arte do suspense policial, criando enredos que prendem o leitor até ao final, o que justifica plenamente que tenha uma legião de fãs numa série de países, incluindo no nosso.
Seguindo as tendências actuais, o autor explora um campo cada vez mais explosivo onde se misturam medicina, ciência e economia. O resultado são duas histórias que seguem em paralelo até dramaticamente se cruzarem.
A morte, todos o sabemos, é um negócio cada vez mais rentável para aqueles que beneficiam com o sofrimento dos outros. É assim que dois génios deixam Wall Street com a convicção de terem descoberto o negócio do século: tão fácil quanto comprarem, por um preço abaixo do seu valor, os seguros de saúde de idosos com dificuldades económicas e saúde débil. Tornam-se assim os únicos beneficiários dos seguros, recebendo o seu valor total por morte dos titulares. Sem risco à vista, porque mais cedo ou mais tarde todas as pessoas morrem.
O problema surge quando os dois génios e os sócios descobrem que o esquema está em vias de abortar, pois um famoso geneticista molecular do Centro Médico da Universidade de Columbia está a ter sucesso na sua pesquisa, ao conseguir criar órgãos de substituição para pacientes em estado crítico.
É então que estes dois mundos aparentemente distantes se cruzam. Entre os jovens yuppies e o Dr. Tobias Rothman está Pia Grazdani, uma brilhante aluna de medicina mas muito pouco sociável devido a um passado complicado em famílias de acolhimento.
Pia é convidada por Tobias Rothman a fazer parte do grupo restrito ligado à pesquisa, e quando o seu mentor tem um acidente no laboratório é graças à perseverança da jovem que a verdade acaba por ser descoberta. Não sem que Pia e o seu apaixonado colega de faculdade se vejam envolvidos em perigosos acontecimentos, em que nem a máfia albanesa falta.
Num piscar de olhos aos fãs, Cook traz de volta, ainda que num papel secundário, o já conhecido casal Stapleton, médicos legistas em Nova Iorque.
“Transplante” tem tudo para agradar aos leitores e privá-los de uma noite de sono até chegarem á última página.
____________
Robin Cook
Transplante
Publicações Europa-América, 22,50€

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.