Luís Duarte | As Cuecas

1- O que representa, no contexto social actual, o livro "As Cuecas"?
R- Bem, o livro reflecte o clima de crise em que o país está mergulhado, com a consequente crise de valores que se foi instalando na sociedade. O enredo do livro baseia-se no quotidiano de Lisboa, em que cada personagem é pior que o outro. De uma maneira geral todos são aldrabões, tentando sair-se o melhor possível dos apertos em que se metem. É o retrato humorístico do que acontece nas grandes cidades, onde os padrões morais se desvanecem ante o anonimato em que se vive.

2- Qual a ideia que esteve na origem deste livro?
R- Este foi o meu primeiro livro. Anteriormente ia escrevinhando algumas histórias humorísticas, as quais ia enviando aos amigos por email. Como eles achavam piada às histórias, eles incentivaram-me a que escrevesse um livro humorístico. Como foi o meu primeiro livro, baseei-me em situações que me aconteceram e em pessoas que conheci. Depois foi preciso acrescentar uma boa dose de imaginação para criar um ecossistema, cujos seres viventes tentam sobreviver o melhor possível na selva urbana.

3- Pensando no futuro: o que está a pensar escrever?
R-Tudo depende do sucesso comercial do presente livro. Se valer a pena, estou a pensar escrever uma história com muitos animais a interagir uns com os outros, em que o personagem principal vai ser um pato. O título será “O Pato Psicopata”. Possivelmente será uma história do tipo “Triunfo dos Porcos” de George Orwell, tendo uma grande carga humorística, e uma menor carga em termos políticos. Mas sabe-se lá para onde a imaginação me levará…
__________
Luís Duarte
As Cuecas
Edição de Autor


COMPRAR o Livro

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.