Nuno Costa Santos | Revista TranseAtlântico


1-Qual a ideia que esteve na origem da revista "TranseAtlântico"?
R- A ideia foi a de incentivar mais gente dos Açores e do espaço açoriano a escrever literariamente sobre aquilo que o arquipélago é hoje. Aquilo que é nas suas contradições. Na sua existência entre o sagrado e o profano, o tradicional e o tecnológico, o isolamento e a abertura aos riscos do mundo. Além disso, há, claro, uma motivação puramente cultural. A de gostar de revistas literárias e a de querer promover a criação de uma, com um determinado conceito e um certo desenho. A vontade de receber olhares exteriores, de convidados que muito prezamos, é também fundamental na aventura.

2-Quais os principais motivos de interesse deste primeiro número?
R- Esta é uma carta de apresentação dos objectivos e do tom que queremos para a revista. Gráfico e nos conteúdos. Queremos que circule no arquipélago e por territórios muitos, alguns bem distantes do espaço das ilhas. Como disse o Rui Almeida na apresentação, esta revista pode ser lida em qualquer lado e por qualquer pessoa que se interesse pela arte literária.

3-Pensando no futuro, que ideias e objectivos estão em cima da mesa?
R- O objectivo de continuar a caminhar. O de ser exigente editorialmente. O de pensar em números temáticos. O de continuar a acreditar que as revistas literárias fazem todo o sentido, cada vez mais sentido.
__________
TRANSEATLÂNTICO
Revista
Companhia da Ilhas

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.