Sara Campos | Minuto Verde-Os Conselhos Ambientais da Quercus

1-Além deste interessante manual, qual o balanço que faz dos 10 anos do «Minuto Verde»?
R- Olhando para os mais de 10 anos de Minuto Verde (na verdade, a caminho dos 12), o balanço é muito positivo e gratificante. Em primeiro lugar, porque esta parceria entre a Quercus e a RTP é um caso raro, considerando que temos o privilégio de manter um espaço de antena desde 2006, todos os dias úteis, num canal generalista, e num horário/programa informativo que é visto por milhares de pessoas, tanto em Portugal como a nível internacional. Portanto, sempre tentámos fazer por merecer essa confiança e liberdade, apostando em conteúdos e temáticas que sirvam o propósito da educação ambiental, tendo sempre como linhas orientadores as principais áreas ambientais nas quais os cidadãos podem agir para reduzir a sua pegada ecológica e acompanhando a atualidade. De certo modo, o amadurecimento da rubrica Minuto Verde acompanhou a evolução dos temas ambientais na sociedade portuguesa ao longo destes 11 anos e foi também um reflexo do crescimento da própria Quercus no seu trabalho diário de defesa do ambiente. É com satisfação que continuamos a receber um bom feedback tanto por parte dos telespectadores, como de entidades que nos contactam numa perspectiva de parceria. O livro do Minuto Verde nasceu precisamente com o intuito de, por um lado, celebrar a longevidade e reconhecimento da rubrica e, por outro, de ser uma extensão da mesma, permitindo abranger mais pessoas.

2-Este livro da Quercus destina-se a que leitores: jovens, professores, activistas, cidadãos em geral?
R- Este livro destina-se ao público em geral, que tenha interesse em explorar os temas ambientais e agir no seu dia-a-dia para reduzir o impacte das suas escolhas no ambiente, no planeta. Esta foi sempre uma ideia muito clara desde a primeira reunião que tivemos com a Casa das Letras (Grupo LeYa): haver um paralelismo com a rubrica televisiva e respeitar a sua abrangência, de modo a ser o mais democrático possível. Por isso, a filosofia do livro é a mesma: combater a ideia de que as nossas ações individuais não  são suficientes para diferença, porque é exactamente o contrário. A construção de uma nova cultura ambiental, de uma sociedade ambientalmente consciente e sensibilizada começa pelas pequenas coisas que estão ao alcance de todos fazer ou mudar, muitas vezes com benefícios que extravasam o âmbito ambiental, mas que são também financeiros e ligados à melhoria da saúde e qualidade de vida. Este livro é, portanto, acessível a todos os públicos, nem é um livro técnico, nem é um livro infantil ou juvenil. Foi concebido para poder ser lido e percebido tanto por um adulto, como por um adolescente ou estudante; tanto por uma pessoa que já está mais sensibilizada ou que até pode ter algum conhecimento técnico em alguma área, como por alguém que só está a despertar agora para estas questões e não tem qualquer conhecimento específico sobre as mesmas. A seleção de temas, a linguagem utilizada, a dimensão dos textos, as frases destacadas e as ilustrações do livro foram pensados para encontrar esse ponto de equilíbrio, que torna o livro esteticamente atrativo e não muito pesado, mas sem deixar de fazer uma abordagem bem fundamentada dos conselhos transmitidos.

3-Como está organizado o livro: reproduz apenas os conteúdos do programa na RTP ou vai mais além?
R- O livro está organizado em 11 capítulos, cada um dedicado às principais áreas que são abordadas na rubrica Minuto Verde, tais como Energia, Água, Resíduos Mobilidade, Compras, Património Natural, Agricultura e Solos, Alterações Climáticas, entre outras. Dentro de cada capítulo, existem subcapítulos para facilitar a consulta do livro. No total são 200 conselhos, que foram selecionados com base no alinhamento da rubrica televisiva, mas que obviamente representam uma pequena amostra dos 3000 Minutos Verdes emitidos até hoje. Tentámos seleccionar as recomendações mais intemporais e que, a nosso ver, podem ser mais facilmente aplicadas na vida das pessoas. Foi, no entanto, necessário um intenso trabalho de pesquisa e revisão principalmente de dados estatísticos, fontes de informação e outras informação de suporte que foram evoluindo com o passar dos anos. Alguns temas, pela sua natureza, oferecem informação de caráter menos prático ou imediato, como é o caso das alterações climáticas, mas procurou-se ainda assim explicar de forma simples e recorrendo muito a números e cenários comparativos para que o leitor se sinta identificado com este e outros temas inevitáveis atualmente.
__________
Quercus
Minuto Verde-Os Conselhos Ambientais da Quercus
Casa das Letras  12,90€

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.