José Jorge Letria | Tão perto de Mim

1-Qual a ideia que esteve na origem deste livro "Tão Perto de Mim"?
R- A ideia fundamental foi recordar pessoas com quem convivi (a única excepção, por razões etárias, é o general Humberto Delgado) e cuja qualidade e singularidade ficaram gravadas na minha memória. Quando os revisitamos assim, ficamos com uma lembrança mais viva do que foram e valeram, mesmo que os recordemos apenas em verso, como acontece em alguns casos.

2-Mais do que falar de autores, fala da relação que manteve com cada um deles. Será por isso um livro muito pessoal e intimista?
R- É naturalmente um livro pessoal e intimista, embora o valor e a representatividade dos nomes recordados sejam públicos e amplamente reconhecidos. Lembrá-los, incluindo os vivos, é também uma forma de recordar as circunstâncias em que se tornaram figuras exemplares e de referência. Foram e são pessoas com quem convivi, dentro e agora da SPA, e que deixaram uma marca profunda e sensível na minha memória. Confesso que não tenho projectado um segundo volume, mas, se ele vier a a ser publicado, não me faltarão outros nomes para recordar e celebrar, porque o merecem. Gostaria, por exemplo, de ter falado sobre Maria Isabel Barreno neste livro. Fiz com ela uma entrevista para um livro da colecção O Fio da Memória e e admirava-a muito no plano pessoal e intelectual mas terá lugar no segundo, a par de outros. Penso também em Zé da Ponte, que pertenceu comigo à Administração da SPA e foi meu amigo. Mas há mais. Por razões ligadas ao meu percurso político e jornalístico também convivi com Álvaro Cunhal, que nunca deixou de ser autor com talento, a escrever e a desenhar.

3-Para este livro escolheu falar de alguns dos mais significativos autores dos últimos 50 anos. Num segundo volume, a escrever no futuro, quem poderá surgir?
R- Num rápido balanço como este há sempre nomes que ficam de fora.  Gostava de ter incluído uma referência a Maria Isabel Barreno, grande escritora e minha amiga, entretanto falecida. Se houver mais lembranças como estas, ela lá estará com direito pleno. Por sinal também convivi durante anos, por razões de militância política, com Álvaro Cunhal, que aqui recordo como escritor e grande desenhador. Mas há sempre outros.
__________
José Jorge Letria
Tão Perto de Mim
Guerra e Paz   13,95€

José Jorge Letria na "Novos Livros" | ENTREVISTAS

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.