Dulce Garcia | Quando Perdes Tudo Não tens Pressa de Ir a Lado Nenhum

1-«Quando Perdes Tudo Não tens Pressa de Ir a Lado Nenhum» é o seu primeiro romance: como espera poder olhar para ele daqui a 20 anos?
R-Com carinho e uma ponta de estranheza, como se olha para um grande amor que, ao ser reencontrado, parece tão diferente – até os nossos olhos mudam em 20 anos; consta que ficam mais pequenos e cansados. Claro que gostarei sempre dele, foi o primeiro passo nesta arriscada aventura com que sonhei a vida inteira.

2-Qual a ideia que esteve na origem deste livro?
R-Um artigo que li na última página do jornal espanhol El Mundo, e que relatava a história da ‘Mulher do Saco’, uma alemã que vivia realmente no aeroporto das Canárias à espera de um homem desconhecido. Estive para ir visitá-la.

3-Pensando no futuro: o que está a escrever neste momento?
R-Mais um romance e o tema é deveras actual: como as empresas nos podem agradecer anos de trabalho e empenho com um despedimento sumário à japonesa.
__________
Dulce Garcia
Quando Perdes Tudo Não tens Pressa de Ir a Lado Nenhum
Guerra e Paz  16,50

Siga a "Novos Livros" por Email

A BIBLIOTECA

A BIBLIOTECA
(C) Vieira da Silva

Diga não ao cruel comércio da morte.