Diga não ao cruel comércio da morte.

Desde 2001, uma revista de leitores para leitores

Em Julho de 2001, é colocado online o nosso número 1.

A partir de agora, vamos começar a publicar entrevistas que não estão disponíveis mas que nos parecem merecer ser recordadas.