Diga não ao cruel comércio da morte.

Richard Zimler | Os Dez Espelhos de Benjamin Zarco

1-O que representa, no contexto da sua obra, o livro «Os Dez Espelhos de Benjamin Zarco»?
R- É uma oportunidade de entrar mais uma vez no mundo paralelo dos Zarco – que comecei a construir com o meu primeiro romance – e contar uma história que me parece fascinante e comovente.  Mais do que qualquer outro livro meu, é também uma oportunidade para o leitor preencher a história com a sua própria sensibilidade e inteligência, uma vez que é contada de cinco perspectivas diferentes. 

2-Qual a ideia que esteve na origem deste livro?
A ideia de explorar como é que transmitimos os nossos traumas à nossa família, particularmente aos nossos filhos, sem o querer. Ou seja, os sobreviventes do Holocausto – como os dois protagonistas deste livro – tentam evitar que os filhos sejam sobrecarregados com as suas fragilidades e medos provocados pelo sofrimento durante a Segunda Guerra Mundial, mas nem sempre têm sucesso. No fundo, queria explorar como é que ultrapassamos os nossos traumas.

3-Pensando no futuro: o que está a escrever neste momento?
R- Estou a escrever mais um romance sobre uma geração dos Zarco.  Os personagens do livro vivem em Portugal durante o século XVII.
__________
Richard Zimler
Os Dez Espelhos de Benjamin Zarco
Porto Editora, 17,70€
WEB