Diga não ao cruel comércio da morte.

António Covas | A Crítica da Razão Europeia

1-Qual a ideia que esteve na origem deste seu livro «A Crítica da Razão Europeia. Uma Breve História do Futuro»?
R- A ideia na origem do livro é a eleição para o Parlamento Europeu e, sobretudo, o crescimento dos movimentos radicais de índole nacionalista, protecionista e xenófoba. É necessária mais e melhor informação e sobretudo uma informação mais distanciada.

2-A reflexão que fez sobre o futuro da Europa permitiu-lhe chegar a conclusões pessimistas ou optimistas?
R-Não estou muito otimista, mas acredito na resiliência das instituições europeias que têm um mérito indiscutível, a saber, transformam problemas graves em problemas crónicos e estes em problemas resolúveis.

3-Depois de um percurso longo e de um presente com sinais de incerteza, o que faz falta à União Europeia?
R- A política dos pequenos passos e uma grande paciência, saber esperar pelo momento apropriado, mesmo que isso enerve os mais ansiosos, fazem parte da arte da governação europeia.
__________
António Covas
A Crítica da Razão Europeia. Uma Breve História do Futuro
Edições Sílabo  13,50€