André Rodrigues | Números que Contam Histórias

1-Qual a ideia que esteve na origem deste seu livro «Números que Contam Histórias»?
R-O livro é, no fundo, a adaptação de uma parte dos mais de 400 episódios da rubrica “O Mundo em Três Dimensões”, que passa todos os dias na Renascença. O objetivo do programa é ajudar a compreender, em três minutos de rádio, os muitos números que fazem parte do nosso quotidiano. Esta ideia pode assustar à primeira vista, sobretudo aqueles que se acham um «zero à esquerda» em matéria de contas. Mas este não é um livro de matemática. É, essencialmente, um livro com factos e histórias curiosas, uma tentativa de prestar um serviço de cultura geral ao leitor.
2-Os números aparentam quase sempre rigor ou um esforço nesse sentido: mas, por vezes, os números podem mentir?
R-Os números não mentem, porque não merecem discussão. 2 + 2 = 4, ponto final. O problema são as pessoas e as intenções que se escondem atrás de um determinado resultado. Gostamos muito de dizer que as pessoas não são números. E, de facto não são. Mas precisamos dos números para nos organizarmos enquanto sociedade, para perceber quem somos, onde estamos e para onde é que o futuro nos leva. No fundo, precisamos deles para mitigar a nossa complexidade intrínseca de seres humanos. O problema está no risco da manipulação dos números. É aí que a intencionalidade interfere com a objetividade, procurando impor-nos uma determinada leitura dos factos. No limite, pode ser uma leitura enviesada da realidade, desde que sirva determinados objetivos. Sejam eles comerciais ou políticos. Num ano com três eleições, devemos estar particularmente atentos.
3-Dos números que apresenta no livro, qual o mais surpreendente?
R-É difícil identificar um número que seja o mais surpreendente de todos. Na verdade, sempre que me lanço à pesquisa para novos episódios, acabo por ser confrontado com elementos que me surpreendem: atualmente, o planeta tem aproximadamente 8.000 milhões de pessoas à volta do mundo. Todos os dias, em média, 19 milhões de pessoas celebram o seu dia de aniversário. A Rússia tem mais de 17 milhões de quilómetros quadrados, 11 fusos horários, faz fronteira com 14 países, da Noruega à Coreia do Norte. A Espanha tem mais cabeças de gado suíno (50 milhões) do que seres humanos (46,5 milhões). O Presidente da República português recebe um salário bruto inferior ao de qualquer estagiário de um dos gigantes tecnológicos de Silicon Valley, na Califórnia. Um simples par de calças de ganga que usamos diariamente consome 8.000 litros de água, desde o campo de algodão até aos acabamentos na fábrica. A União Europeia custa 0,48€ por dia aos contribuintes portugueses. E a lista de números surpreendentes podia continuar indefinidamente. Afinal, eles estão presentes em tudo.
__________
André Rodrigues
Números que Contam Histórias
Contraponto  15,50€
Fotografia: FOTOLOOK