Luís Osório | 30 Portugueses, 1 País

1-Qual a ideia que esteve na origem deste livro «30 Portugueses, 1 País»?
R-Por um lado a celebração de uma efeméride pessoal. Em 1999 tinha lançado o meu primeiro livro, também de entrevistas, um livro a que chamei “25 Portugueses”. Achei interessante vinte anos depois, quando tantas coisas já passaram pelo meu caminho (e ainda mais pelo caminho do país), voltar às entrevistas. Por outro lado, tratou-se de uma segunda celebração. A de uma amizade com Bernardo Trindade que me convenceu a fazer as entrevistas no Hotel Porto Bay Liberdade, o espaço que fora fundado por António Trindade, seu pai, há 30 anos. Tudo data redondas. Em terceiro lugar, o fator mais importante, a vontade de tornar às entrevistas e ao interesse por ouvir e partilhar.

2-Ao longo das entrevistas, recolheu muitas ideias sobre Portugal: quais as mais inovadoras?
R-O livro não foi feito para recolher ideias sobre Portugal. O objectivo do livro foi o de ouvir personalidades portuguesas que se destacaram nas mais variadas áreas. De as ouvir sem rede, em trinta conversas livres do constrangimento da actualidade. O objectivo último, concedo, é o de nessas conversas livres podermos definir o país de uma forma menos óbvia.

3-Entrevistou 30 personalidades muito diferentes: quem mais o surpreendeu?
R-Essa história ainda estará por fazer. Nunca responderia a essa pergunta directamente. Não pela hipótese de melindrar os entrevistados, mas pelo condicionamento que faria à leitura dos tantos a quem agora o livro pertence.
__________
Luís Osório
30 Portugueses, 1 País
Guerra e Paz  16,00€

COMPRAR O LIVRO