Lurdes Antunes | Qualidade para Principiantes

1-O seu livro «Qualidade para Principiantes» vai na 3ª dição: qual a razão para este sucesso?
R- Talvez eu não seja a melhor pessoa para responder a esta pergunta …, mas, ainda assim, penso que o que faz este livro vender é o facto de ele ter sido escrito de acordo com a minha Filosofia de atuação, uma filosofia que tem por base o simples, o lúdico e o prático. Eu sempre sonhei ser formadora, mas tenho que confessar que ser formadora da área da Qualidade não fazia parte dos meus planos. Sonhava em dinamizar ações de formação comportamentais, algo que, como sabemos, permite dinâmicas lúdicas, práticas e muitas vezes simples. Mas a vida decidiu surpreender-me, encaminhando-me para uma área bem diferente. Eu tinha duas opções: ou passava a vida a reclamar que não era isso que eu queria ou me adaptava. Meti mãos à obra e comecei a criar ferramentas que me permitissem tornar a qualidade atrativa, leve, simples, prática e lúdica. Aproveitei factos da minha vida, aproveitei os meus sucessos e os meus fracassos enquanto profissional da Qualidade, observei pessoas e situações, criei histórias, … e fui escrevendo… De forma a ter um fio condutor, decidi criar uma família fictícia e através da história desta família mostrar que a implementação dum Sistema da Qualidade é possível e útil, em nossa casa ou em qualquer outra organização, seja ela de que tipo ou dimensão for. Penso que o facto dos leitores se poderem identificar com esta história também contribui para o sucesso.

2-Com a evolução positiva da organização na maioria das empresas (muitas não certificadas), a preocupação com o Sistema de Gestão da Qualidade enquanto sistema continua a fazer sentido?
R- Numa linguagem muito, muito simples, Qualidade é a capacidade que as organizações têm (ou não) de conseguir satisfazer as necessidades e expetativas dos seus clientes. Um Sistema da Qualidade é uma ferramenta de Gestão que promove a criação de condições, a todos os níveis, que permitam essa satisfação. Eu não consigo imaginar organizações sem clientes, por isso, para mim, o uso desta ferramenta de gestão, mais do que fazer sentido, é uma condição de sobrevivência. Embora a qualidade seja, muitas vezes, entendida como o ato de numerar documentos, escrever procedimentos, organizar áreas e papéis, … ela sempre foi muito mais do que isso. E no meu entendimento sempre será.

3-O seu livro é um manual académico ou pode ser mais útil em contexto organizacional?
R- Este livro é, acima de tudo, um descodificador. A Qualidade, tal como qualquer outra área, tem uma linguagem própria, muitas vezes difícil de entender por leigos na matéria. Eu escrevi a pensar nas pessoas que, não estando familiarizadas com esta linguagem, precisam entendê-la por qualquer motivo. Tornar essa linguagem em algo simples, lúdico e prático é a missão deste livro e isso pode por isso ser útil em qualquer contexto.
__________
Lurdes Antunes
Qualidade para Principiantes
Edições Sílabo  15,50€
COMPRAR O LIVRO